segunda-feira, 16 de março de 2015

Paulinas rima com Kombina

Foi muito bacana a oficina no último sábado. Conversar sobre brinquedos, brincadeiras e a necessidade de fazer, manualizar, despertar a criança que dormiu esses anos todos, foi muito revelador.
 Acho que tem gente hoje fazendo pão de erva-doce, tricô.
Gente que voltou dançando, costurando, cantando pra casa.
Cultura popular, brincadeiras antigas e brinquedos inventados. Viva o fazer.
A Kombina vem pra completar esse ideia. Tudo numa Kombi é preciso fazer. As portas abrem uma a uma com a chave. O pino é abaixado e levantado com a mão ou braço. Os vidros têm manivela para abrir e fechar. A Kombi nos dá a chance de intervir, conhecer, participar.
A Kombina é um túnel que nos leva a nós mesmos. Vale tentar, quem sabe a gente não se encontra, né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário