quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Gonçalves Dias-Canoas

Foram muitos os trabalhos especiais que tive a honra de conhecer na Escola Gonçalves Dias em Canoas. Lá o livro Iberê menino deu margem para a a construção de um projeto de arte e literatura encadeados. Pessoas rompendo suas limitações na construção de desenhos, textos, ideias. Foi incrível a manhã que passei lá conversando com leitores. Um Bartolomeu maior que eu me esperava de braços abertos. E uma sala repleta de relatórios de leituras estava organizada para me encantar. Dentre todos os trabalhos escolhi o relatório da profe Luzia Nessy para transcrever parte dele aqui. Ela foi longe e seus alunos, mais ainda.
"A partir da leitura e exploração do livro 'O Murro', os alunos do 5º ano B chegaram a conclusão que o muro são as limitações que impomos em nossas vidas e que, por menor e sem graça que pareça nosso 'mundo de Libório', a descoberta da leitura( o barquinho de papel com palavras) pode nos lavar a enxergar lugares incríveis para onde, sem importar limitações, todos podemos ir.(...) os alunos discutiram que é necessário ousar e ter a mente aberta para descobrir os jardisn que existem no mundo"
O projeto Fome de Ler está de parabéns e todo o pessoal da secretaria de cultura de Canoas.
Adorei tudo o que vi e também adorei o Fominho.
Até breve.

Um comentário:

  1. Olá, Cristina. Sou a prof. Luzia. Adoramos a sua visita ao Gonçalves Dias e pedimos que ano que vem tenhamos repeteco. Também, gostaria de me certificar de se os errinhos ortográficos do texto acima estavam assim no meu relatório que foi transcrito da forma manuscrita em que se encontrava, pois gostaria de revisá-lo, ou se foi apenas alguns erros de digitação. Bjs

    ResponderExcluir