sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Dia da criança

Gosto de dizer que escrevo livros para a infância que é um jeito de dizer que dentro da gente sempre tem um espacinho onde a gente não deixa de ser criança. Cada dia que passa na minha vida penso um pouquinho mais na criança que teima em aparecer dentro de mim. Gosto de inventar, gosto de sorvete e de conviver com os meus amigos. E, principalmente, gosto de brincar. Cada vez que pego uma caderninho novo para preencher de palavras e novas histórias comemoro com muita alegria. Acho que escrever é esse exercício de brincar sempre.
Hoje ganhei um caderninho novo. Foi meu presente de dia das crianças. E foi tri bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário