terça-feira, 19 de junho de 2012

Texto da Siomara

AQUARELA

Era tudo cinza
cinzento
pálido.
Até o tom do mar
do mar do céu
esfraqueceu
quase esqueceu.

O sol, antes brihante,
até escaldante,
parecia frio.

As plantas rasteiras
e as altaneiras
sem folhas
sem cor
mostravam um tempo
geladoe sem flor.

Tempos mudam
mudam tempos.

Os tons
do céu e do mar
do mar do céu
dançando
vão se misturando

As plantas rasteiras
e as altaneiras
misturam cor
que surge viva
impondo

As flores tímidas
se vêem possíveis
e brotam incríveis
inundam o espaço
como um abraço

A natureza ousa
e se completa
num momento
traz cor, mais cor
traz movimento
e,por segundos,
outro olhar atento.

O sol iluminado
inundando a beleza
em parceria
se delicia
e da conclusão
fica a espera:

PRIMAVERA!


Nenhum comentário:

Postar um comentário