sexta-feira, 18 de maio de 2012

Morro Reuter

Numa noite enluarada fui chegar em Morro Reuter para um lual. DEsses de se espantar do início ao fim. Num ginásio enfeitado fui me encantando com a Menina Luz fada que passou por lá. Tinham pássaros comedores de craca sobrevoando o ambiente e João-de-barro na varanda narrando a história do início ao fim. Tinha a história do Iberê ocupando um trilho criativo e cada capítulo passava de um lado para o outro preenchendo a história de beleza. O Quadro da Andréa, a Vaca estradeira e o Bartolomeu também passaram por lá. Teve festa pra Celina e amigos por todo o lado.
Foi como se um filme encantado e maravilhoso
 me fizesse lembrar que escrever
 é colher histórias e se emocionar.
Obrigado gurizada e professoras apaixonadas.
Foi uma noite de arrepiar.
Como é esse jeito de chegar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário