quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Granjinha



Ela quer ser escritora, olha que legal!
Granjinha. Poético o nome dessa escola e mais poético ainda é tudo o que acontece lá dentro. Criançada feliz, descobrindo os livros e inventando histórias. O mágico que não queria viver no circo, queria ser da lâmpada. A cobra que fazia barulhos incríveis e queria voltar para casa. O palhaço que não tinha graça e entrou no túnel subterrâneo até o centro da terra onde morava o mágico de OZ. Pequenas provas de que as  histórias povoam a vida e a fantasia dessas crianças. Muito bom ver isso. Vou colocar nos meus desejos que essas crianças nunca percam isso. Nunca esqueçam que a imaginação é uma boa coisa para fazer com a cabeça. Para sempre.Mesmo depois que a infância passar. Nessas fotos é possível ver a alegria espalhada. Compartilhada. A minha, a das profes e a das crianças. Todas tranformadas em um momento único.
Único e especial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário