segunda-feira, 11 de julho de 2011

Cultura às 18H

Arroio dos Ratos sempre surpreende. Mais uma vez fui abalada emocionalmente pelas homenagens que recebi nessa cidade. Foi quinta-feira, num frio de rachar, que recebi um poema de presente. Um poema cheio de referências, de reflexões, de interesses. Cada verso mostrava um pedacinho da minha vida, dos meus livros. O cuidado de quem escreveu, cada palavra buscando sentido, verdade, emoção. Poema que deu a largada para uma roda de poesia que se esparramou noite a dentro com leituras e belezas.
Foi uma noite linda, cheia de estrelas no céu. E cheia de ideias no papel.
Vida longa ao projeto Cultura às 18.
Vida longa à sensibilidade.
Vida longa à poesia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário