terça-feira, 19 de abril de 2011

Notícias I - Hino

Adoro os significados, ou melhor, adoro encontrar os motivos das coisas. Lendo o Hino de Picada Café e conhecendo um pouquinho as pessoas que escolheram viver lá, é possível traçar uma rede de significado entre eles.
Olha só:

Viemos de variados lugares
no rumo de uma terra prometida,
na busca de trabalho em novos ares
com o lema de vencer na nova vida.

Depois de enfrentarmos o perigo
das ondas, outros mais foram surgindo,
nas matas que nos deram para abrigo,
nas trilhas que, com fé, fomos abrindo.

Cruzando a mata virgem, sofrendo nas jornadas,
sentimos disparar os corações.
Com as armas dos arados, das pás e das enxadas
fizemos florescer as plantações. (Bis)

Na paz e com união vieram os povoados,
que fazem a geografia atual
de núcleos e recantos bem cuidados
por gente que trabalha sem igual.

Nas curvas e rincões do Rio Cadeia
forjamos com amor e muita fé,
ao brilho de um sol que incendeia,
a linda história de Picada Café.

Trabalho, cortesia, nobreza de ideais,
decência, disciplina, fé, ternura.
Atávica alegria dos nossos ancestrais,
são traços que compõe nossa cultura.

Só quem já esteve lá e enxergou no rosto das pessoas o orgulho de preservar origens e de construir naquele pedaço de terra um lugar especial para se viver, só quem viu isso é capaz de entender esse hino. E além do mais foi composto pelo meu querido compadre Marco Aurélio Vasconcelos.
Estou muito feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário