quarta-feira, 20 de abril de 2011

HISTÓRIA DE LOBO

A partir de hoje esse espaço se dedica a noticiar as aventuras de um Lobo. Bento é seu nome. Ele vive por aí, entra e sai das histórias  e também convive entre as pessoas.  O Lobo Bento hoje se prepara para encontrar algum coelhinho desavisado. E existem muitos soltos pela rua num dia feito hoje.
Por sorte alguns já encontraram suas próprias proteções.
Outros talvez não.

Bento saiu de manhã em busca de alimento. Coisa comum na vida de um lobo. Coisa pouco interessante na vida de um coelho, branco e fofinho, que por ali passava, alegremente, carregando uma cestinha cheia de ovos de chocolate.
Num dia ensolarado como hoje, quando as sombras saltam pelas ruas, o nosso coelho, branco e fofinho, foi coberto por uma enorme sombra escura e assustadora, enorme de dar muuuuuito medo.
O nosso coelho, depois de ver a sombra, continuou saltitando para disfarçar e pensar ao mesmo tempo. Coelhos gostam de pensar enquanto saltam.
E teve a grande ideia do dia.
Começou a correr para escapar da sombra. A sombra acelerou junto. Depois escolheu um lugar amplo para correr por ele. O coelho acompanhou cada movimento da sombra até que, quando ela estava bem perto, quando já era possível até enxergar a sombra da boca aberta do lobo e dos dentes pontudos prontos para atacar, o coleho parou.
Fincou as suas patinhas brancas e fofinhas no chão. O lobo que era grande e não sabia das estratégias do coelho, saltou por cima do bicho e se arrebentou todo girando no chão.
O coelho entrou numa toca onde muitos outros coelgos já o esperavam para comer ovinhos de cocholate.
O lobo ficou estatelado no chão. Até que apareceu Esmeralda que disse:
Posso cuidar de ti?
O lobo aceitou.
Os dois foram pra casa e parece que ela nem usava um chapeuzinho vermelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário