terça-feira, 2 de março de 2010

Dulcinéia Catadora

Conheci um projeto genial de leitura e arte. Em São Paulo, uma moça maravilhosa chamada Lúcia Rosa inventou uma maneira de aproveitar os quilos de papel que são recolhidos pelas ruas e transformá-los em arte. Ela compra esse papel dos papeleiros, pessoas interessadas pintam as páginas uma a uma, depois os poemas e textos são impressos nelas.
Resultado: livros lindos e únicos que pegamos com cuidado e viramos as páginas como quem busca uma mistério em cada linha.
Não é pra isso mesmo que a literatura existe?
Beleza Lúcia Rosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário