segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Roberto Lacerda







Algumas coisas fazem eu adorar Cachoeirinha. Às vezes penso nas cachoeiras que talvez tenham dado nome à cidade e acho uma graça. Outras vezes me encanta o caminho que passo pra chegar lá: uma ponte, prédios antiguinhos escondidos entre comércio e luminosos espaçosos. Também gosto de saber que lá existem escolas preocupadas com a formação de leitores.
Mas o que mais me encanta é saber que, em Cachoeirinha, existe uma orquestra que circula entre as pessoas e faz com que as pessoas circulem entre ela. Uma orquestra viva. Gosto de ver as crianças e adolescentes encantados com os instrumentos, com os sons.
Acho que a arte é esse mosaicos de formas e sensações.
Fui falar com um grupo bacana sobre um livro que fala da arte e tem um quadro na história. Então mostrei um filme e terminamos a tarde ouvindo música.
Literatura, cinema, artes plásticas e música.
Foi muito bom.
E por falar nisso, o que mais podemos esperar da vida senão esses encontros cheios de arte?
Muito obrigada pela conversa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário