domingo, 2 de agosto de 2009

Histórias de outros tempos




Gosto do passado, não aquele que congela o tempo e não deixa ninguém olhar pra frente. Gosto do passado que é tesouro lembrar. Tenho essa vontade como pessoa e como escritora. Buscar histórias que o tempo está cobrindo de pó. Quando encontro uma, pego suavemente nos braços e levo pra casa. Então, como uma arqueóloga, pego a escovinha de revelar passado e tirar beleza de dentro dos escombros. O passado volta como novo.
Toda a história passada merece um banhinho de agora. É isso que procuro fazer. Quando olhei essa casa aí da foto umas perguntas caíram minha cabeça. Perguntinhas comuns: quem construiu, porquê, para quem? Enquanto não pousam as respostas fico admirando as imagens. Quem sabe uma história novinha de passado não aparece numa janelinha daquelas...
O entardecer é só pra lembrar que a terra é um bom planeta para se passar a vida.

Um comentário:

  1. É aí que me refiro!
    Tuas criações são tão maravilhosas que devem ter espaço aqui no blog também!!!
    Como o narrador da propaganda do Canal Cultura bem diz: não são as respostas que movem o mundo, mas sim as perguntas!
    Muitos beijos!

    ResponderExcluir